quarta-feira, 3 de junho de 2015

Um país sem dignidade: delegada nem fica corada ao expor motivo ridículo para proibir porte de armas


Imagem: Matéria Ultimo Segundo
Eu havia me enganado. Não é apenas o ECA que serve para que o governo tire a dignidade do povo. A lei do desarmamento é util ao mesmo fim. Uma matéria do Último Segundo nos lembra disso ao mostrar uma delegada, Karina Murakami, com todo o cinismo do mundo, dizendo seus motivos para negar portes de arma.

Ela diz: “A pessoa somente justificou que ela era uma pessoa de posses, tinha uma condição social abastada […] Nesses casos, a gente entende que não há justificativa para aquisição de uma arma de fogo.”

A provocação prossegue: “Não adianta dizer que é para a defesa da sua família e da sua propriedade. Eu quero saber por que você precisa de uma arma de fogo”. E ela enfatiza o termo “precisa”.

Segundo ela, é preciso se rebaixar e “explicar” o que essa gente define como “fatos e circunstâncias que justifiquem a aquisição da arma de fogo”. Exemplos: “morar numa região perigosa ou ser um agente penitenciário”.

Ou seja, se você se sentir preocupado com sua vida, e, por qualquer motivo (um medo maior de ser vítima de violência, ou até notar que você tem menos sangue de barata para tolerar uma arma na tua cara), para Karina isso não serve. Não é “motivo”.

Quer dizer que você paga impostos (e os salários de Karina) para ela ainda te ofender desse jeito.

Melhor seria se ela dissesse que tem vergonha de dizer os motivos para renegar posse de arma para um cidadão pagador de impostos.

Por Luciano Ayan
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques