terça-feira, 2 de junho de 2015

Coitados: associação faz apelo por respeito à imprensa no Equador e na Venezuela


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Segundo o UOL, neste domingo, 31, a Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias fez um apelo aos presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e do Equador, Rafael Correa, para que cessem as intimidações contra a imprensa independente em seus países. O pedido ocorreu em Washington em um evento do setor da comunicação, agregando os seguintes eventos: o 67º Congresso Mundial de Meios Informativos, o 22º Fórum Mundial de Editores e o 25º Fórum Mundial de Publicidade. Pedido para Maduro e Correa? Eles devem ter morrido de rir.
A matéria também lembra que em maio 22 diretores de veículos de comunicação saíssem do país. Foram processados por difamação por Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Diosdado Cabello, acusado de tráfico internacional de drogas.  O governo do Equador impôs multas aos meios que não publicarem retificações ou notícias de “interesse público”. Exemplo: no dia 13 de maio, o governo multou em US$ 3.540 o jornal “La Hora” por não publicar as contas públicas de uma prefeitura, o que é considerado “tema de interesse público”. Não demorou para a publicação receber outras 10 penalidades semelhantes.
Infelizmente, o que tenho a dizer para os equatorianos e venezuelanos é o seguinte: perderam, meus amigos. Não vão retomar sua liberdade tão cedo. Já que não quiseram olhar para Jerusalém, deu nisso. A teimosia republicana em ignorar as batalhas principais tem seu preço cobrado em opressão. Os jornalistas desses dois países vão sofrer muito mais. Idem para suas populações.
Que fique o alerta para o republicano brasileiro, preocupado  com Smartmatic, denúncias casos de corrupção, impeachment e, horror dos horrores, intervenção. Ok, tirando a última, o resto se constitui de boas agendas. Mas ficar focado  nelas irá deixar caminho aberto para o PT destruir toda nossa liberdade. E daí esses grupos não terão mais sequer meios de se manifestar. A solução? Olhar para a direção correta e para a batalha mais estratégica: a da liberdade.
Por Luciano Ayan
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques