quinta-feira, 11 de junho de 2015

Assistam aquilo que Alckmin e os defensores do ECA querem manter impune


Imagem: Reprodução Redes Sociais
No vídeo abaixo, veremos como funciona a cobrança de pedágio em uma favela brasileira. Os cobradores do pedágio são menores e, segundo a lei proposta por Alckmin, não podem ser punidos uma vez que “não praticaram crimes hediondos”. Logo, Alckmin, no seu afã de puxar o saco do PT e parecer “progressista”, está sendo bem claro ao dizer para o cidadão trabalhador e pobre que apanha: “Você vai continuar apanhando muito mais e os menores que fazem isso continuarão sem punição”. Não há como dourar a pílula. Isso significa escolha por um lado.


A pergunta: é justo que Alckmin pratique tamanha afronta e fique politicamente impune? De jeito algum. Este vídeo precisa ser esfregado na cara dos que resolveram se aliar ao PT nesta provocação e eles precisam ser forçados a responder: “Para esses menores do vídeo não haverá redução de maioridade penal? O que você diria para o homem que apanhou no vídeo?”.

A ala tucana que resolveu se aliar ao discurso da extrema esquerda que cospe na cara do povo precisa sofrer rejeição social nesta questão. A luta contra os defensores do ECA é uma luta contra sádicos.


Por Luciano Ayan
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques