terça-feira, 26 de maio de 2015

Bizarro: Altamiro Borges irritado com a nudez de Ju Isen


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Quando um blogueiro governista começa a escrever, sempre pensa em algo para atacar seus oponentes. Até aí tudo bem, pois este é um imperativo da guerra política. Porém, o mais patético é quando eles apelam para mesquinharias típicas de crianças birrentas e imaturas. Agora Altamiro Borges resolveu atacar Juliana Ilsen, socialite que tirou a roupa nas manifestações anti-PT, por ter dado champanhe e caviar para seu cachorro em uma entrevista com o intuito de usar o símbolo “Quero um país melhor, uma vida como a minha para todos”.

Só que a extrema esquerda também tem sua socialite: Hildegard Angel. Que defende muito mais perversidades (como o socialismo, mas apenas em uma visão esquerda caviar, claro) que Ju Isen. Mesmo assim, Altamiro Borges disse que esta última é “brega”.

Mas o pior é a definição sobre o cenário dada por Altamiro: “a nudez brega de Ju Isen”. Isto é o cúmulo do patético, pois “brega” é um atributo a um comportamento. Uma mulher nua não pode ser brega de forma alguma. Esta é uma declaração definitivamente constrangedora. Até mesmo Nanda Costa tirando a roupa em Cuba não foi brega. Não teria como ser. E duvido que Altamiro entenderia o motivo. (Provavelmente, para essa gente erotismo se resume a ver seus líderes marxistas no poder totalitário)

Eis que Altamiro revela sua fonte de inspiração. É Miguel do Rosário, outro blogueiro governista, do blog O Cafezinho. Segundo Altamiro, Rosário disse: “Não é bem uma ‘notícia’. É uma sessão de fotos com algumas legendas. Eu publico aqui porque entendo que é uma reportagem que explica muita coisa. Muita coisa mesmo. Pra começar, para a gente ter consciência de como essa gente é brega, meu Deus! Como são bregas! Pai, mãe, obrigado por eu não ser assim”.

No léxico desta gente, brega deve ser comer caviar obtido com o próprio esforço, enquanto “fashion” deve ser fazê-lo com verba estatal. Só que o caviar do gato de Juliana não foi obtido às custas de genocídios, como o caviar no prato dos irmãos Castro.

Como se nota, todo texto de baixaria produzido pela BLOSTA esconde uma monstruosidade moral. No mínimo. É só procurar e achar.

Por Luciano Ayan
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques