sexta-feira, 10 de abril de 2015

Vergonha alheia: Universidade do Estado do Rio de Janeiro promove evento em apoio à ditadura venezuelana de Maduro


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Luiz Aguiar

Num evento que contou com a presença da embaixadora da Venezuela no Brasil, Maria Lourdes Urbaneja Durant, a UERJ-Universidade do Estado do Rio de Janeiro foi palco de um ato em apoio à "Revolução Bolivariana e contra as ingerências do imperialismo norte americano". Talvez nenhum nome pudesse estar mais fora da realidade do que este.

Em primeiro lugar, a revolução que tais pessoas defendem, é aquela que está prendendo e matando opositores políticos, e minando toda e qualquer liberdade individual. Em segundo lugar, as ingerências que ocorrem na Venezuela são causadas pelo próprio governo. As filas intermináveis, o desabastecimento, a escassez de bens de consumo, a inflação galopante.

Alunos da universidade que não se sentiram representados pelo evento fizeram um pequeno protesto na sala onde o evento estava acontecendo, e foram retirados de lá por meio da violência. Essa é a esquerda tolerante com o pensamento divergente. É curioso, pois quando eles invadem salas, ocupam reitorias, interrompem aulas, todos tem que aceitar passivamente, e quem discorda é "fascista". Mas quando alguém vai lá fazer um protesto contra o evento deles, clique no link para ver a selvageria da reação.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques