sexta-feira, 24 de abril de 2015

Quando a mídia enterra a notícia da recusa de Tom Brady para a festa de Obama


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Alexandre Borges

Quando Thomas Piketty recusou a Legião de Honra no início do ano, a imprensa fez um carnaval como se ele fosse a pessoa mais íntegra, incorruptível e séria do planeta. Nenhuma referência ao fato dele ser ligado à Ségolène Royal, ex-mulher de François Hollande, como possível explicação para a desfeita.

Já quando Tom Brady, um dos maiores atletas americanos de todos os tempos, dá uma esnobada em Barack Obama recusando o convite para a festa que o fanfarrão da Casa Branca vai fazer por conta do título do New England Patriots no último Super Bowl, apenas silêncio.

Brady, marido de Gisele Bündchen, mandou dizer que vai passar o dia com a família. A imprensa simplesmente enterrou a notícia, mas tente imaginar se o maior jogador do esporte mais popular do país esnobasse um presidente republicano? Você seria bombardeado durante dias e dias com a história. Como é Obama, deixa pra lá.

Não é o jornalismo que está em crise, é esse tipo de jornalismo.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques