domingo, 19 de abril de 2015

FHC, o mentiroso, diz que "impeachment é precipitado"


Imagem: Michel Filho / Agência O Globo
Por Luciano Ayan

O principal truque que desonestos tentam usar contra você para fingir que "não há motivos para impeachment" é fingir que a única via pela qual o impeachment pode ser discutido é na questão do Petrolão. Questão onde, verdade seja dita, ainda estamos aguardando as tais "provas contundentes" contra Dilma. 

Porém o truque está exatamente em fingir que esta é a única questão sob discussão. Não adianta que pessoas como FHC usem a eloquência e a indignação fingida (contra quem pede impeachment) para simular que "não há motivos" pois qualquer pessoa que diga que o Petrolão é a única via de discussão é um mentiroso. Jamais é uma pessoa enganada. Falamos de alguém consciente de que está mentindo. 

FHC disse o seguinte: "Como um partido pode pedir impeachment antes de ter um fato concreto? Não pode!". 

E a palhaçada prossegue: "Impeachment não pode ser tese. Ou houve razão objetiva ou não houve razão objetiva. Quem diz se é objetiva ou não é a Justiça, a polícia, o tribunal de contas. Os partidos não podem se antecipar a tudo isso, não faz sentido [..] Você não pode fazê-lo fora das regras da democracia, tem que esperar essas regras serem cumpridas. Qualquer outra coisa é precipitação.

Ou ele está usando o truque de fingir que a única questão sob discussão é o Petrolão (e aí ele teria que reconhecer à partida sua desonestidade), ou então FHC está dizendo que "não existem provas de que": (1) há um caderno de teses do PT demonstrando que o partido violou a soberania nacional ao propor "integração latina" a mando do Foro de São Paulo, (2) o PT financia uma organização paramilitar como o MST, que está em guerra civil contra o povo brasileiro, (3) o PT está neste momento desviando dinheiro para Cuba a partir de uma farsa envolvendo tráfico de escravos, (4) a presidente praticou "pedaladas" para obter dinheiro público e maquiar a crise, com fins eleitoreiros, (5) Dilma faz uso de um plano de comunicação (que após revelado causou a demissão do ministro da Secretaria de Comunicação Thomas Traumann) que desvia dinheiro público para manter uma mídia paralela do governo. E essa é só uma lista inicial, pois há dezenas de itens. 

É muita cara de pau, FHC!
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques