quarta-feira, 8 de abril de 2015

Fernandinho Beira Mar é igual a Leopoldo Lopez segundo porta-voz maluco de Nicolas Maduro


Adicionar legenda
Por Luciano Ayan

Um picareta que atende pelo nome de Tarek William Saab, e que possui um cargo até cômico a la Orwell chamado "Defensor do Povo" (respondendo ao governo de Maduro), resolveu protestar pela presença de FHC na Venezuela. Saab não é tonto. É apenas um jagunço a mando de seu ditador. Sujeito barra pesadíssima. 


O fato é que o ex-presidente tucano integra uma comissão cuja liderança pertence ao ex-premiê espanhol Felipe Gonzáles para atuar na defesa dos presos políticos venezuelanos. A intenção de FHC é visitá-los na cadeia. 

Saab é um personagem tão desequilibrado e sem noção que ao ser questionado sobre o que acha de FHC ir à Venezuela disse o seguinte
FHC é um personagem sombrio. A maneira com que cartelizou e privatizou os serviços foi uma violação maciça dos direitos humanos dos brasileiros. Sua política neoliberal abriu caminho para o triunfo de um operário como Lula. O pupilo de FHC, José Serra, perdeu [em 2002] porque o Brasil se cansou desse sistema que só faltou privatizar a seleção de futebol.
Não respondeu a pergunta. Ao falar sobre a visita de FHC começou o show de xingamentos em estilo petista. Bolivarianos, como sempre, não mudam o padrão de comportamento. O mais ridículo vem ao final do parágrafo, quando disse que FHC "só faltou privatizar a seleção de futebol". Ué, a seleção brasileira nunca foi estatal. Que nível, que nível...

Em seguida, ele foi perguntado se FHC será impedido de ir à prisão onde estão os opositores Antonio Ledezma, prefeito de Caracas, e Leopoldo López. "Resposta" abaixo:
A atuação de FHC e de outros ex-presidentes viola nossa soberania. Já pensou se um ex-presidente venezuelano aparecesse no Brasil, sem visto de trabalho nem permissão de um juiz para ser consultor jurídico, e dissesse que quer visitar na cadeia e defender [o traficante] Fernandinho Beira-Mar? Todo mundo diria que é ingerência em assuntos internos do Brasil. Tudo isso é propaganda para atacar a institucionalidade venezuelana. O chefe da campanha é Barack Obama, que, no fundo, quer apoderar-se do nosso petróleo.
De novo não respondeu a pergunta. E onde já se viu comparar um traficante com um preso político? Mas foi exatamente este o truque de um sujeito chamado Lula. Em 2010, essa coisa que presidiu o Brasil por dois mandatos se recusou a falar com um prisioneiro político que fazia greve de fome. Daí disse: "Eu acho que greve de fome não pode ser utilizada como um pretexto dos [da luta por] Direitos Humanos para libertar pessoas. Imagine se todos os bandidos que estão presos em São Paulo entrarem em greve de fome e pedirem liberdade”.

Está claro que psicopatia é um requisito para líderes do Foro de São Paulo. As justificativas são cínicas a esse ponto. Parecem até que seguem o mesmo script. 

Não faltaria a famosa teoria da conspiração colocando Barack Obama como "chefe" de qualquer um que proteste contra a violência bolivariana. Mas de novo temos o mesmo discurso usado aqui por Sibá Machado, líder do PT no Congresso, que disse que "a CIA está por trás das manifestações". 

Tudo por culpa do Petróleo, certo? O problema é que os Estados Unidos estão se divertindo com o Petróleo de xisto e não dão a mínima para o petróleo venezuelano. 

Enfim, bolivarianos da Venezuela são realmente idênticos aos petistas na trucagem. A única diferença é que por aqui ainda existe resistência. Lá, infelizmente, eles se tornaram uma terra que o mundo esqueceu. 
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques