quinta-feira, 2 de abril de 2015

Coordenador do MST faz ameaça ao estado de direito


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Aitofel de Souza

Gilmar Mauro, da coordenação nacional do MST, e um dos líderes do movimento, participou de mais um desses tradicionais atos picaretas "em defesa da Petrobrás" (e em favor dos que a saqueiam) no dia 31. 


Neste dia, ele fez algumas ameaças contra os opositores do PT. Segundo ele, os trabalhadores do campo andam "pacatos demais". Continuou: "Não haverá golpe neste país sem resistência de massa das ruas. Nossos movimentos não são formados por covardes". 

Como é? Ele diz que "os trabalhadores do campo são "pacatos demais" diante de 500 anos de exploração"? Então ele quer dizer que eles tem que atacar, se armar, fazer destruição e usar o terror? É isso? 

Trabalhadores do campo? Algum desses líderes por acaso já provaram que no passado realmente foram produtores?  O certo é que usam essa farsa para tomar terras dos outros, provocar problemas e justificar baderna.

O MST cada vez se mostra como uma organização terrorista. O mero financiamento deste grupo pelo PT já deveria ser o suficiente para o partido ser encerrado judicialmente. 
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques