sexta-feira, 10 de abril de 2015

Assim como Dilma, Obama também cria meios para ajudar a ditadura cubana


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Aitofel de Souza


O marxista Obama age para tirar Cuba da lista dos países que patrocinam o terrorismo.

O fato é que a ilha foi incluída na lista dos patrocinadores de terrorismo em 1982 por apoio a grupos insurgentes marxistas. Agora, por conta da amolecida norte-americana em relação ao curral dos irmãos Castro, Obama quer limpar a ficha dos ditadores. 

Sejamos francos. É claro que a ilha caribenha hoje se encontra quebrada, ao contrário de um passado em que era financiada pela Rússia. Hoje eles não tem como patrocinar o terrorismo. Mas o apoiam, sem sombra de dúvidas. 

Depois da era dos Castro, Cuba sempre foi um local para treinamento de terroristas. Agora, a republiqueta vive de escravidão de profissionais de saúde, assim como da ajuda de países liderados pela extrema esquerda, que tentam salvar o que consideram como um "modelo de país" de ideologia marxista na América Latina. 

Em suma, Obama quer se juntar a países como Brasil na ajuda a Cuba. É mais que evidente que a finalidade de retirar Cuba da lista é para garantir a retirada de restrições que o país sofre por ser uma ditadura. O que Obama deseja é garantir a sobrevivencia de Cuba. 
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques