domingo, 8 de março de 2015

Uma homenagem a Maria Corina e Lilian Tintori, pela dignidade da mulher latino-americana


Imagem: Reprodução Redes Sociais

Por Aitofel de Souza


Maria Corina Machado e Lilian Tintori. Como nesse dia poderíamos esquecer dessas duas mulheres? Elas simplesmente representam a dignidade da mulher latino-americana. 

Nos dias de hoje vemos o obsoleto movimento feminista, que em suas histerias luta contra uma fantasia chamada patriarcado e promovem ações ridículas como atacar símbolos religiosos, ficarem despidas e se submeter a ações vexatórias como não praticar ações de higiene e limpeza corporal. 

Enquanto fazem este papelão, dizem estar defendendo mulheres. Tais movimentos infantis e dignos a filmes cômicos não merecem ter atenção. 

Em oposição a isso, temos símbolos reais, temos mulheres que ficaram frente a tiranos, desafiaram quem tem força e poder para prender e matar. 

Faço introdução a Maria Corina, esta que mesmo diante do facínora Chavez o chamou de ladrão: 

O ódio da extrema esquerda contra esta mulher que luta contra a opressão é perceptível na agressão física lançada contra ela, e praticada pela turba do ditador:


Mesmo frente a perigos e ameaças a sua própria vida, ela não fugiu, mas enfrentou algozes, demonstrando sua grandeza e coragem de causar inveja:

Falemos agora de Lilian Tintori, esposa do preso político Leopoldo López. 

Esta guerreira que também luta contra os psicopatas no poder da Venezuela, pediu ajuda internacional e escreveu um artigo no 'Washington Post' cobrando ações significativas para libertar presos políticos. Também encabeçou a linha de frente de batalha e liderou uma manifestação contra o bolivarianismo

Como é de praxe com os socialistas, lutaram de todas as maneiras para atacar a sua dignidade

Nada eles podem contra essas figuras autênticas. Tantas ações corajosas por parte delas, tantos valores sólidos dignos de se imitar e buscar poderiam ser aqui descritos. 

Não tenho tamanho cabedal shakespereano para descrever e homenagear essas mulheres. Para homenageá-las, resta-me citar uma passagem bíblica:

“Apedrejados, serrados ao meio, postos à prova, mortos ao fio da espada. Andaram errantes, vestidos de pele de ovelhas e de cabras, necessitados, afligidos e maltratados.
O mundo não era digno deles.” (Hebreus 11:37-38)

Que a Venezuela volte a se tornar uma nação, digna de mulheres como Maria Corina Machado e Lilian Tintori.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques