segunda-feira, 16 de março de 2015

Um jornalista norte-americano zoeiro e uma presidente que não é retardada


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Luciano Ayan

Hoje vimos um vídeo viralizar pela Internet. São quase três minutos mostrando uma reportagem humorística de John Oliver, do Last Week Tonight, que passa na HBO dos EUA e do Canadá. A matéria fala do panelaço da semana passada contra Dilma. 

Alias, o que vemos abaixo é uma lição dizendo: "aprenderam, jornalistas brasileiro, como é que se faz?". Enquanto isso, temos que aturar uma legião de pusilânimes com medo de falar os fatos. Ou até com medo de pensar. 

E por que é tão fácil não só para John Oliver como qualquer norte-americano ou europeu pensar assim? Por que eles não caem em balelas como "eu não sabia". 

Descobri isso em uma auditoria feita em um escritório de projetos em Detroit, Michigan, há vários anos. O chefe do PMO estava sendo responsabilizado mesmo com a auditoria ainda no início. Questionado, o líder dos auditores disse: "A regra é simples. Ele é retardado?". A resposta era negativa, pois um retardado não chegaria a chefia de um PMO. Se não era um retardado, então é impossível que ele, na posição de liderança de um escritório de projetos, não soubesse de desvios tão gritantes. 

E aqui não há nenhum desrespeito com os retardados. Mas sabemos que não há indícios científicos de que eles possam chegar à chefia de grandes organizações. Nem mesmo liderar o Conselho da Petrobrás. 

Então a pergunta automática vem: "Dilma é retardada?". Eu duvido. Ela pode tropeçar nas palavras, ser autoritária, dogmática, cínica e leviana, dentre outras "virtudes". Mas retardada ela não é. Logo, é uma piada que ela não esteja sendo investigada. 

O Brasil ser motivo de chacota não só pelos políticos que tem, mas também por nossa oposição e nossos jornalistas, mesmo muitos daqueles que são contra o governo. 

Veja o vídeo:

Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques