segunda-feira, 23 de março de 2015

Rui Falcão explica como funciona golpe para censurar a mídia


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Luciano Ayan

Não tem jeito mesmo! A censura de mídia segue como a obsessão do partido. Também pudera: a partir do momento em que o partido deu "start" na destruição deliberada da economia do país, só censura de mídia para esconder o desastre e afundar o Brasil de uma vez por todas. Possivelmente de modo irreversível, como na Venezuela. 

Em prol desta luta incansável, Rui Falcão segue defendendo o que chama de "regulação de mídia", reconhecida como "pauta prioritária do partido". 

Por isto mesmo digo que devemos deixar claro para o povo quais são as prioridades do PT: a economia está destruída, o país quebrado, os empregos fugindo e a prioridade é censurar a mídia. Com certeza, é o partido com maior desprezo pelo sofrimento do povo na história da política nacional. 

Agora veja a confissão do plano: "Novamente: democratizar a mídia NÃO tem a ver com limitar a liberdade de imprensa. É melhor ter 6 ou 100 canais abertos na TV? 100 né". 

Mas como essa coisa fará 100 canais abertos surgirem? Por mágica? Obviamente, isso ocorrerá pela limitação do tamanho dos canais atuais. Forçando-os a venderem seus ativos, novas empresas seriam criadas a partir da lei. 

Como seriam empresas menores, estariam cada vez mais vulneráveis à chantagem por meio de verbas estatais para anúncios. 

Claro que eu não ficaria contra ter mais opções para canais. O problema é quando existe verba estatal envolvida. Fator sempre omitido por eles. 

Falta só deixarmos cada vez mais claro para o povo o tamanho do embuste, do cinismo, do desprezo pelo povo, do ódio à liberdade e do desapego a resultados que faremos a popularidade negativa de Dilma aumentar ainda mais. 

Declarações como estas de Rui Falcão são uma afronta que merecem a mais absoluta rejeição social. 

O PT definitivamente se desqualificou para as relações sociais na política.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques