domingo, 1 de março de 2015

PT trai os trabalhadores ao dificultar acesso ao FGTS


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Aitofel de Souza

A matéria da Folha de São Paulo lança mais uma luz para que os trabalhadores descubram o motivo pelo qual o governo agora quer criar dificuldades para eles terem acesso ao FGTS. 

Isto é apenas o começo. O trabalhador de agora em diante terá mil e uma dificuldades para o acesso ao fundo FGTS. É claro que o governo petista sabe que nosso dinheiro foi pelo ralo da corrupção. Sem certeza do retorno deste dinheiro, o governo pensa até em extinguir o benefício

Leia mais: 
O fundo FI-FGTS, que utiliza uma fatia de recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) do conjunto de trabalhadores, tem mais de R$ 11 bilhões aplicados em empresas citadas na operação Lava Jato.
É mais de um terço do total de R$ 32 bilhões de recursos do fundo, que foi criado para investir em projetos de infraestrutura.
"A maioria das empresas desse setor [infraestrutura] está na operação Lava Jato; é natural que seus projetos façam parte de um fundo com foco em infraestrutura", disse Marcos Vasconcellos, vice-presidente da Caixa. O banco é responsável pela gestão do FGTS e do FI-FGTS.
O maior investimento é em R$ 2,378 bilhões em debêntures (títulos de dívida de longo prazo) da Sete Brasil, fornecedora de navios plataformas e sondas para exploração da Petrobras no pré-sal.
O fundo também têm R$ 2,379 bilhões em ações da Odebrecht TransPort, e outro R$ 1,079 bilhão na Odebrecht Ambiental, ambas empresas de capital fechado do grupo Odebrecht.
O investimento mais arriscado até o momento é na OAS Óleo e Gás, em que o FI-FGTS tem R$ 800 milhões. O grupo atrasou pagamentos e deve pedir recuperação judicial nas próximas semanas.

Segundo Vasconcellos, o escândalo ainda não trouxe perdas ao fundo, que rendeu 7,71% em 2014.

O executivo afirmou que o FI-FGTS têm mais de R$ 10 bilhões em caixa para investir em projetos de infraestrutura. No entanto, teve de reduzir o apetite devido ao risco crescente das empreiteiras.

"Estamos esperando que novos players [empresas] voltem a participar da infraestrutura", disse.

O governo e a CVM estudam abrir o FI-FGTS para que os trabalhadores apliquem seu dinheiro como fizeram com ações da Vale e da Petrobras."

O dinheiro deveria ser aplicado em algo sério, de interesse do povo. Foi aplicado em empresas envolvidas em trambicagens. Motivados por manter o status quo desta turma, as mudanças trabalhistas já tem as novas regras, em vigor neste fim de semana. 

Mas e as mudanças nas regras trabalhistas?

Quando ao seguro desemprego, antes havia uma carência de seis meses de trabalho ininterruptos na primeira solicitação. Agora, há uma carência de 18 meses trabalhados nos 24 meses anteriores à dispensa na primeira solicitação, ou de 12 meses trabalhados nos 16 meses anteriores à segunda solicitação, e 6 meses de trabalho ininterruptos a partir da terceira. Em uma época onde as medidas do governo vão causar desemprego, a mensagem é clara: muita gente vai sofrer. 

No auxílio-doença, hoje ele é calculado pela média dos 80% dos maiores salários de contribuição, enquanto a empresa paga o salário nos primeiros 15 dias de afastamento. Agora, o benefício será limitado à média das últimas 12 contribuições, e a empresa paga o salário nos primeiros 30 dias de afastamento. 

Na pensão por morte, hoje não há tempo mínimo de contribuição. A pensão é vitalícia, e os dependentes recebem o mesmo valor que era pago ao segurado. Agora há o tempo mínimo de 2 anos de contribuição. A pensão vitalícia é para cônjuges a partir de 44 anos, e proporcional à idade para os mais jovens. O pagamento será entre 60% e 100% da pensão, de acordo com o número de dependentes. 

Partido dos trabalhadores? Vocês devem estar brincando, certo?
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques