sexta-feira, 6 de março de 2015

Parte da imprensa já está tentando salvar a pele de Dilma


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Paulo Eneas

Uma parcela da imprensa já está se mobilizando em um esforço para tentar salvar a pele de Dilma Rousseff. O balão de ensaio foi lançado por Reinaldo Azevedo que, agindo como conselheiro casual da presidente, propôs semana passada que Dilma abandone o PT e forme um gabinete de crise e de união nacional. Veja aqui artigo deste blog a respeito. Hoje a colunista Mônica Bérgamo da Folha de São Paulo informa a existência de um suposto movimento para aproximar Dilma dos tucanos, o que levaria a um pacto PT-PSDB para salvar o país, leia-se, o governo e sua agenda esquerdista.

Esses balões de ensaio ignoram o fato de que a crise se chama Dilma e decorre de sua estupefaciente incompetência e incapacidade para governar e fazer política, e muito menos ainda para articular uma mudança tão brusca na composição política de seu natimorto governo que já encontra moribundo. Esse esforço por parte de alguns cachorros grandes da imprensa revela na verdade outra coisa: a vocação de muitos colunistas em serem subservientes ao poder, ainda que posando de independentes.

Revela também o temor e a recusa desses colunistas, todos eles com um DNA francamente esquerdista, em admitir que a esquerda fracassou em seu projeto de poder e não consegue mais impor sua agenda ao país. Hoje, a grande força opositora ao governo e sua agenda bolivariana está na sociedade civil organizada e mobilizada politicamente, com uma pauta claramente de direita e conservadora. E isso boa parte da grande imprensa não consegue aceitar.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques