terça-feira, 17 de março de 2015

O que podemos aprender com o "Cansei"?


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Alexandre Borges

Em 2007, o Brasil viu nasceu o "Cansei" ou "Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros". Várias celebridades aderiram, a OAB-SP estava junto e o povo foi para as ruas. Era um movimento "apartidário", desesperado para dizer que não estava ligado a partidos ou políticos. Era apenas um "afff, cansei gente".

Lula estava no primeiro ano do segundo mandato e havia um sentimento difuso no ar de inconformismo por conta do mensalão, descoberto em 2005. Na abertura dos Jogos Panamericanos, Lula foi vaiado pelo Maracanã lotado. Parecia que sua aura havia apagado mas passados 8 anos da vaia seu partido ganhou as duas eleições presidenciais que disputou e continua no poder.

Quando o "Cansei" apareceu, a OAB-RJ chamou o movimento de "golpista", a Folha fez todo tipo de matéria desdenhando e demonizando seus líderes, os petistas chamavam os participantes de "os cansados" e aos poucos o movimento "apartidário" foi perdendo o gás e sumiu. Resultado: nada. Lula elegeu Dilma em 2010 sem susto.


O governador de Minas da época, Aécio Neves, saiu em defesa do "Cansei": “Está longe de poder ser considerado um movimento golpista, porque nós vivemos numa democracia. E só nos regimes autoritários é que não se respeitam manifestações contrárias, manifestações de oposição. Felizmente, esse clima não existe no Brasil. (...) Esse é um movimento legítimo de setores importantes que têm o direito de se manifestar, independentemente da classe social e econômica que ocupem. E deve ser compreendido pelo governo como uma manifestação legítima da sociedade brasileira.” Ele ficou de longe "dando declarações".

Em junho de 2013, milhões foram as ruas num movimento "apartidário", sem lideranças, sem pautas definidas, todos com vontade de reclamar de tudo, desde o valor de passagem de ônibus, da Copa, até o final da novela. Resultado: nada. Dilma reeleita em 2014.

Sei como é duro aprender lições do passado, mas será que vamos de novo começar movimentos "apartidários", sem lideranças, sem agendas "positivas" para a sociedade, vamos de novo reclamar "contra tudo isso que está aí" como em 2007 ou 2013? Sério?

Não existe vácuo de poder. A população sabe que está ruim com o PT, mas ela só vai encerrar um projeto de poder se houver uma alternativa. O povo precisa que apareça um cenário alternativo, ele precisa ao menos imaginar como a vida dele seria diferente com um novo governo.

Resumindo o que é ser oposição da maneira mais simples:
  1. Mostrar ao povo por que a situação atual é ruim e qual é a culpa do governo nisso.
  2. Apresentar um cenário alternativo, o que poderia ser feito de diferente para mudar a situação, e oferecer propostas factíveis e verossímeis, que o povo entenda e aceite.
  3. Credenciar seus líderes com o eleitor para sejam escolhidos para executar o plano proposto, passando a confiança de que são as pessoas certas para operar a mudança.
Eleitor não compra abstrações. Ninguém vota em pautas genéricas, em intenções vagas, em sentimentos turvos, em rascunhos de idéias. Não basta dizer "a inflação está alta", por exemplo, é preciso mostrar objetivamente a culpa do governo na alta dos preços e como a oposição vai resolver o problema, quais são seus quadros partidários que vão lidar com isso e porque eles são mais experientes, talentosos, criativos, eficientes, dedicados e preparados que os atuais membros do governo.

Esqueça "o que o PT vai falar" da oposição. Quanto mais os adversários incomodarem o PT, mais o PT vai xingar, espernear, criar teorias conspiratórias, mais ele vai tentar difamar, perseguir e caluniar. Irritar o PT é a maneira mais fácil de medir a eficiência da oposição. Você deve se preocupar é quando o PT não está xingando a oposição.

Se você está cansado da Dilma, aprenda com o "Cansei" e com as manifestações de junho de 2013. O povo não precisa apenas de reclamação, ele já sabe que a vida dele está ruim. Ele precisa saber quem vai melhorar sua vida, como e quando.

O Brasil está vivendo um momento interessante e deu uma grande demonstração de civilidade hoje. As manifestações deram uma lição de democracia no PT, na esquerda e na imprensa. Agora é vez de construir o caminho para ganhar eleições, antes tarde do que nunca.

Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques