domingo, 15 de março de 2015

O que a morte de opositor ao chavismo tem a nos ensinar


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Aitofel de Souza

Mais um caso cuja história nos é testemunha: onde a esquerda socialista consegue tomar o poder o pior acontece. 

Maduro já prendeu opositores, liberou uso de armar letais para suprimir protestos, solicitou poder ilimitado e mais cadáveres começam a ser empilhados. Agora foi a vez de mais um opositor, o ex-piloto de aviação Rodolfo González, de 64 anos, denunciado por "colaboradores do governo". Acusação? Incitação a violência. Ou seja, defender manifestações pacíficas contra o governo. 


Em 12 de março, Gonzáles foi encontrado morto em sua cela. Segundo seu advogado, ele cometeu suicídio por temer a transferência para um centro de detenção comum. Acredite se quiser, mas o cínico governo de Maduro prometeu investigar o caso. 

Gonzáles sofria de uma doença periodontal e seus órgãos se deterioraram na prisão. Ele havia sido preso sob acusações de cometer crimes, tráfico de armas e posse de explosivos ilegais. Detalhe: ele nunca foi julgado. 

Lissete, a filha de Gonzales, conta que "ao implicar seu pai como líder dos protestos, Maduro, na prática, deu uma 'ordem judicial pela TV' para que ele continuasse detido, mesmo que não houvesse provas". O advogado de Gonzáles afirma que o ex-piloto participou dos protestos como qualquer cidadão e negou que ele tivesse armas e explosivos.

Retomando a lembrança histórica:  todo movimento revolucionário, assim como nesse caso, prende opositores sem provas. Eles não são julgados e automaticamente já recebem sentença. O apoio do governo Brasileiro a Maduro (bem como vimos o líder do MST discursando em prol do chavismo) dá a ideia do socialismo que querem. Isto também nos permite que a luta contra a ditadura, alegada por eles, era apenas focada em implantar a ditadura deles. Sempre muito mais cruel. 

(Nota do editor: a verdadeira participação popular nessas manifestações de 15/3 está sendo belíssima. Que assim seja, pois precisamos merecer nossa liberdade. Os venezuelanos, ao se calarem diante das barbaridades de Maduro, já não estão fazendo por merecerem ser livres. Eles ainda vão sofrer muito mais.)
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques