terça-feira, 17 de março de 2015

Mais um crime de responsabilidade: Jornal da Band mostra que "Mais Médicos" foi pura armação para desviar dinheiro para Cuba


Imagem: Futurapress / Folhapress
Por Luciano Ayan

Gravações de uma reunião anterior ao lançamento do programa Mais Médicos comprovam o que muitos já sabiam há tempos: o programa não passou de uma forma de atender o governo cubano. Como Cuba é um país falido e completamente destruído pelo socialismo, era preciso de grana brasileira. Desviada. 

A matéria da Band mostra uma reunião anterior ao lançamento do programa buscando mascarar este objetivo. Ocorre que após as manifestações de junho de 2013, o governo arrumou o pretexto que queria para enviar grana para Cuba. Mais um motivo para ficarmos de olho, pois o governo agora quer fingir que as manifestações de 15/3 pedem como resposta "fim do financiamento privado de campanha". O que, como sempre, é chuncho. 


Em uma das falas, podemos ver Maria Alice Barbosa Fortunato, atualmente coordenadora do Mais Médicos na Organização Panamericana de Saúde (Opas), dizendo: "Eu acho que não pode ter o nome governo de Cuba porque senão vai mostrar que nós estamos driblando uma relação bilateral”.

O truque foi simular uma abertura para médicos de outros países. Mas para esses médicos seria destinado apenas 0,13% da verba alocada para o primeiro ano do programa. 

Ela disse ainda: "Eu posso colocar atividades do Mercosul e da Unasul, que vai dar dois milhões. Dois milhões (de reais) em relação a um bilhão e seiscentos milhões (de reais), será que na coisa da justiça tem problema?”.

A armação ocorreu até para esconder os feitores dos escravos cubanos. Maria Alice é vista dizendo, em outro trecho da gravação: "Eu vou colocar, tipo assim, se são nove mil médicos e 50 assessores, eu vou colocar 9.050 médicos bolsistas no meu T.A. (Termo de Ajuste), porque no programa não entra e é isso que eu quero defender".

Enfim, um governo nojento, imundo, canalha. Os assessores só podiam agir deste jeito mesmo. 

Se este fosse um país sério, não estaríamos discutindo impeachment de Dilma, e sim sua prisão. E de todos estes envolvidos nesta negociata criminosa.

Enfim, veja o vídeo:

Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques