sexta-feira, 13 de março de 2015

Governo petista culpa organizadores de feira por que "pavilhão não estava vazio".


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Luciano Ayan

O governo petista chega ao estágio psicótico de não apenas negar a realidade, como também negar o bom senso na hora de abordar os eventos da política.

Segundo Eduardo Guimarães, blogueiro do Brasil247, as vaias lançadas contra Dilma na última Feicom Batimat, no Anhembi, em São Paulo, são culpa da organização.


Provavelmente ele deve ter montado seu discurso com bate no divertidíssimo gerador de lero-pero petista Gerador de desculpas do PT. Veja o exemplo da peça de "defesa" (que mais parece um tiro no pé): "o governo considera que a presidente da República foi vítima de uma armadilha preparada para que a vaia ocorresse diante de toda a imprensa".

Aqui está o primor de argumentação:
[...] aquelas pessoas que vaiaram a presidente da República não deveriam estar lá. Não só porque é praxe que funcionários dos expositores e público só possam ter acesso ao pavilhão após a abertura do evento por autoridades, mas porque houve negociação do Palácio do Planalto com os organizadores da Feira e ficou acertado que o pavilhão estaria vazio quando a presidente chegasse.
O acordo foi descumprido, mas esse descumprimento não parece ter sido acidental. Além de os portões terem sido abertos prematuramente ao público, as pessoas que chegavam não podiam ultrapassar um cordão de isolamento da área por onde a presidente passaria ao chegar, o que não estava previsto na negociação com o Planalto.
Deixaram as pessoas entrar e as mantiveram por cerca de duas horas em pé atrás do tal cordão de isolamento, o que causou muita irritação. Antes de Dilma chegar, havia uma reclamação geral dos funcionários e do público visitante que já vinha chegando.
Não que as pessoas que vaiaram Dilma gostem dela, mas, provavelmente, não teriam ficado tão irritadas ao ponto de vaiá-la se não tivessem sido confinadas por horas poucos passos depois dos portões de entrada pelo tal cordão de isolamento – na verdade, grades de contenção.
O mais grave, porém, foi o descumprimento pelos organizadores da Feira do acordo firmado com o Palácio do Planalto. Até a tarde da última quinta-feira, não havia sido explicado ao governo por que deixaram as pessoas entrar no pavilhão e as deixaram presas atrás do cordão de isolamento.
Pergunta: por que o governo queria o pavilhão vazio quando a presidente chegasse?

Outra pergunta: como Dilma não queria que as pessoas pudessem chegar perto dela, por que seria um problema ter o cordão de isolamento?

Tem mais: se as pessoas ficaram irritadas com a organização, por que vaiaram Dilma e não os organizadores?

As emendas petistas estão cada vez mais lastimáveis em comparação com os sonetos. 
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques