domingo, 29 de março de 2015

Funcionários dos Correios terão salários reduzidos para pagar rombo petista. Tomou?


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Luciano Ayan

A história jamais irá inocentar boa parte dos funcionários dos Correios nas eleições de 2014. Na época, Durval Ângelo, deputado petista de MG, disse que se não fosse o "dedo dos funcionários dos Correios", o PT não conseguiria a votação que teve no estado. Foi exatamente esta votação (uma vitória apertada de Dilma no primeiro turno) que permitiu que o partido usasse o frame "Aécio perdeu em seu estado". Ou seja, os Correios foram, de forma indigna e desonrada, corresponsáveis pela vitória de Dilma.


Eu não sou um crente, mas a notícia do Correio Braziliense parece até um caso de justiça divina, pois os funcionários dos Correios terão redução de um quarto nos seus salários a partir de abril de 2015, por 15 anos e meio. Isto é para compensar as perdas do fundo de pensão do Postalis.

A conta resultou de um déficit atuarial de R$ 5,6 bilhões no fundo de pensão, controlado pelo PT e pelo PMDB. Vários investimentos suspeitos foram feitos pelo fundo de pensão na Argentina e na Venezuela. Mas por que vocês acham que Cristina Kirchner e Nicolas Maduro ficaram tão apreensivos torcendo pela vitória de Dilma? É isso que significa Pátria Grande...

E olhe que em breve vão surgir as bombas dos fundos de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal e da Petrobrás.

Lembro até da expressão "tomou?", popularizada na campanha da Parmalat em meados dos anos 90:


Justiça seja feita: nem todos os funcionários dos Correios concordavam com a baixaria do aparelhamento da instituição pelo PT. Mas estes inocentes devem saber que seus colegas petistas construíram seu infortúnio. 

Relembremos o vídeo histórico com a confissão de Durval Ângelo:


Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques