terça-feira, 31 de março de 2015

EBC quer proibir funcionários de fazer memes na Internet


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Pedro Henrique

Todo dia vemos petistas atacando a liberdade. A liberdade de imprensa e a de expressão nas redes sociais são duas das mais atacadas, pois expõem toda a corrupção podre do governo petista. Vemos a censura econômica da imprensa e o marco civil da internet como principais projetos para calar o povo. Há ainda o assassinato de reputações, muito bem documentado por Romeu Tuma Jr em seu livro homônimo, usado para atacar figuras públicas que ameacem a hegemonia bolivariana.

Semana passada saiu a notícia de que a Empresa Brasileiras de Comunicação(EBC) investiga seus funcionários em relação a memes críticos à empresa, inclusive podendo gerar demissão para os que publicaram os memes. É um escândalo! O fato de um funcionário trabalhar em uma empresa não significa que ela pode escolher o que seu funcionário pode pensar ou falar. É claro que poderíamos abrir excessões para os crimes que já estão na lei como os crimes de injúria ou difamação e discurso de ódio, mas estas exceções estão longe do conteúdo que foi colocado nos memes. Um deles mostrava a diretora de jornalismo da EBC com os dizeres: "Se aumentarmos o piso dos jornalistas, como vamos pagar o Nassif, Paulo Moreira Leite e o Emir?". Desde quando fazer uma crítica baseada em fatos de conhecimento geral é razão para a demissão do emprego? Como o emprego é público e quem paga NÃO é o governo, mas os brasileiros, a perseguição aos funcionários da EBC é mais que absurda.

Este tipo de caso expõe que o PT não tenta apenas calar a imprensa e as redes sociais, não faz apenas assassinato de reputações contra seus inimigos. Ele também persegue funcionários públicos, pois no fundo o petistas se acham os senhores de escravos, donos destes funcionários.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques