quarta-feira, 18 de março de 2015

Dilma dá tapas na cara do povo enquanto vai ladeira abaixo


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Pedro Henrique

Em outro post, falei de uma pesquisa feita com os militantes da CUT que se manifestaram "a favor da Petrobrás" - na verdade a favor dos petistas saqueadores da Petrobrás. Esta pesquisa demonstra que pelo menos 30% dos militantes que lá estavam não apoiavam o PT, mas recebiam alguns trocados para simularem apoio. 

No ultimo tracking não oficial feito pelo planalto sobre a popularidade da presidente, ela era considerada boa e ótima apenas por 7% dos brasileiros. Hoje, saíram dados oficiais do Datafolha indicando que apenas 13% consideram o governo de Dilma ótimo ou bom. Em relação à última pesquisa do Datafolha feita em fevereiro, Dilma perdeu 10% de pessoas que a consideram boa ou ótima. Houve uma elevação de quase 20% nas pessoas que consideram seu governo ruim ou péssimo, marcando a taxa mais alta de reprovação da gestão petista.

Existem diversas causas para esta redução estrondosa de popularidade. Uma delas é que o povo descobriu que tudo que Dilma disse que outros candidatos à presidência fariam ela fez. Ela aumentou as taxas de juros. Ela cortou direitos trabalhistas. Ela trouxe desemprego e inflação. Alguns dizem por cinismo e outros repetem por ingenuidade a mentira deslavada de que "Dilma só está fazendo o que o Aécio faria". Ora, se Dilma mentiu compulsivamente sobre o que faria na presidência para ganhar a eleição, quem disse que ela não mentiu sobre o que Aécio faria pelo mesmo motivo?

Outra razão para a queda é o fato dos brasileiros terem percebido de que os grandes culpados pela crise que aumenta no país é o PT, por estar no governo há mais de 12 anos. Os petistas costumam se justificar por meio de uma herança maldita deixada por FHC a 12 anos atrás ou falar da crise internacional e outras desculpas esfarrapas. O povo brasileiro não tem engolido nenhuma destas desculpas e o PT não mudou de discurso, nem tomou novas ações políticas. A revolta com as mentiras do PT é tão grande que há panelaço espontâneo toda vez que Dilma ou algum ministro vai na TV defender o governo.

A própria organização de movimentos de oposição e disseminação de informação pelas redes sociais também colaborou para reduzir a popularidade de Dilma. Até pouco tempo atrás, a militância de direita e de oposição ainda estava se organizando. Estas militâncias praticamente não existiam e mal conseguiam juntar 300 pessoas em um protesto. Parece que com o protesto de domingo, o maior da história brasileira, estas são águas passadas. A disseminação de informação pelas redes sociais é um processo mais antigo e estabelecido, mas continua um processo de crescimento e diversificação de conteúdo de direita. Hoje em dia não existem mais apenas compartilhamento de notícias em grupos de Facebook, mas diversas de páginas de altíssima qualidade divulgando notícias, fazendo análises, discutindo teorias, promovendo cursos, vendendo produtos ligados à direita etc. Esta organização da oposição nas ruas e na Internet exigiu muito esforço das pessoas que guiavam o processo, mas foi potencializada pelo próprio descontentamento do povo que enxergou nesta oposição uma alternativa de ação e de pensamento ao petismo.

O desrespeito com os brasileiros foi o grande combustível que alimentou a destruição da popularidade da presidente. Tratar todos que discordam como direita, brancos, paulistas ou ricos, como se estes fossem xingamentos, é uma grande ofensa tanto para as pessoas que não tem estas características, quanto para aqueles que as têm. Ignorar a voz do povo, precarizar os serviços públicos, cortar direitos trabalhistas e trazer a crise econômica são apenas alguns dos tapas que o PT tem dado em nossa cara.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques