terça-feira, 17 de março de 2015

Cunha dá uma de maluco e diz que os Estados Unidos são republiqueta e que o PMDB é golpista


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Luciano Ayan


Uma dica: não usem distinções de emergência nem ausência deliberada de senso de proporções no momento de defender ideias cretinas e calhordas. 

Eduardo Cunha, que deu um tiro no alvo ao endossar uma boa proposta de reforma política (muito superior àquela monstruosidade petista), parece um sujeito "de fases". No momento de defender o PT de impeachment ele simplesmente se descontrola, começa a xingar, perde as estribeiras e, definitivamente, o juízo. 

O resultado é esta declaração patética abaixo:
Não posso achar que o Brasil virou uma 'republiqueta' e que podemos tirar o presidente democraticamente eleito. O Brasil não pode fazer como o Paraguai, que tirou o Lugo do dia pra noite porque ele perdeu apoio, vai ser um impeachment atrás do outro se isso acontecer.
Ele acabou de dizer aqui que os Estados Unidos são uma republiqueta. Lembre-se que Nixon sofreu impeachment por lá. E como em outras oportunidades ele disse que "impeachment é golpe", é só recobrarmos que a totalidade do PMDB defendeu o impeachment de Collor. 

Ou seja, o ataque histérico de Cunha o desqualifica neste assunto. Tudo isso por causa de sua postura irracionalmente exagerada diante do impeachment. 

Mas se for para essa palhaçada toda, por que não incluem na "reforma política" a eliminação do processo de impeachment de uma vez por todas?

Ah, lembrei. Se algum dia Eduardo Cunha virar presidente do Brasil, o PT poderá tentar derrubá-lo por impeachment. Mesmo talvez nem tenham motivos para isso. 

Impeachment só "é golpe" se for contra petistas.

Espero sinceramente que ele esteja apenas se fingindo de maluco. 
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques