segunda-feira, 16 de março de 2015

Cinismo sem limites 2.0: Dilma afirma que sua geração deu a vida para ir às ruas


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Luiz Aguiar


A presidente Dilma Rousseff afirmou hoje que sua geração "deu a vida para ir às ruas". E novamente ela falou que na época estava "lutando por liberdade e pela democracia", sendo que liberdade e democracia passam longe dos motivos pelos quais ela lutou (isso segundo os próprios militantes da época, tais como Gabeira e Eduardo Jorge, que admitem que lutavam pelo totalitarismo de esquerda).

É incrível como ainda tentam reescrever a história colocando os guerrilheiros e militantes da esquerda revolucionária da época como defensores da democracia só porque eram contra a ditadura instalada no país. Não é porque lutavam contra a ditadura militar que eles eram obrigatoriamente defensores da democracia, e isso é uma coisa que frequentemente as pessoas acabam esquecendo.
O curioso é que tanto o partido dela quanto seus militantes tratam a manifestação de domingo como se fosse uma espécie de "golpismo". Ora, se a manifestação de ontem era um golpe, o que se poderia dizer de terroristas armados assaltando bancos ou sequestrando e matando outras pessoas, como a própria Dilma durante a Ditadura Militar? 

De acordo com tal interpretação, manifestações anteriores apoiadas pelo partido de Dilma Rousseff, tais como o Fora Collor e o Fora FHC também deveriam entrar na categoria de golpismo. Defensores do governo (seja lá de qual partido forem, desde o PT até suas linhas auxiliares sempre presentes), costumam afirmar que é "necessário que se analise o contexto dos outros pedidos de "Fora" ". Ora, se as pessoas vão para as ruas pedir o impeachment de um presidente, por qual motivo um pedido de impeachment para outro governante deveria ser considerado golpismo? Isso evidentemente não faz nenhum sentido.

Dissecando o raciocínio de quem pensa dessa maneira, podemos visualizar que o "contexto" é simples: se o presidente for petista qualquer protesto pedindo impeachment vira golpe. Já se for qualquer outro presidente o protesto vira um singelo exercício da democracia.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques