sábado, 7 de março de 2015

Cinismo épico: Cardozo diz que "não havia o que investigar de Dilma"


Imagem: Reprodução Redes Sociais



Por Luciano Ayan

Imagine a seguinte história: uma empresa de produtos químicos está sendo investigada por ter tomado sucessivas decisões de dispensar resíduos em um lago, o que notoriamente devastaria toda uma região. Ao causar uma devastação ambiental sem precedentes, a empresa passa a ser investigada por sua responsabilidade nessas decisões. São abertos inquéritos para investigar vários diretores e executivos. O presidente da empresa, além de sócio majoritário e chefe do conselho, no entanto, não é investigado. A procuraria diz que "não há nada a investigar quanto a ele". 

Se você fosse um procurador contando essa história, conseguiria fazê-lo sem dar risada? Pois o ministro da justiça José Eduardo Cardozo consegue. Enquanto Dilma colocou Paulo Roberto Costa em função de diretor, foi ministra de Minas e Energia, presidente do Conselho da Petrobrás, assinou a papelada relacionada à compra da refinaria de Pasadena, e foi uma das principais beneficiárias de todo o Petrolão, Cardozo diz que "não há nada a investigar de Dilma". Ora, se não há nada a investigar de Dilma, então não há nada a investigar de ninguém. A tese de Cardozo é mais furada que orelha de gótica. 

Como militante enlouquecido de um partido sempre amparado por discursos sórdidos, Cardozo diz que: "Se no passado havia interferência para se buscar pessoas, hoje não mais ocorre. Concorde o Executivo ou não com as decisões, elas são de inteira responsabilidade do Ministério Público". 

Mas lembremos que na época das eleições, Dilma disse que “mandava investigar”. Ora, quem comete um ato falho e diz que “manda e não manda” investigar, também deve ser obrigada a confessar que tem o poder de não mandar. É uma regra lógica. Quem tem poder para mandar alguma coisa ser feita, tem poder para mandar que algo não seja feito. 

E o pior é que Cardozo consegue dar tanta desculpa esfarrapada (e nitidamente falsa) sem dar risada. Isso é que é de gelar o sangue.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques