quarta-feira, 4 de março de 2015

BRICS discutem cooperação multilateral na produção de lixo educacional


Imagem: Montagem Jornal GGN
Por Luciano Ayan


O que significa a junção de países como Brasil, Rússia e China,além da Índia e da África do Sul, na confecção de um modelo unificado de educação? Simples: mais uso de espaço escolar, em vários níveis, para produzir zumbis submissos ao socialismo.

Veja matéria de Ana cristina Campos, da Agência Brasil, reproduzida pelo Jornal GGN, de Luis Nassif:

Especialistas e representantes dos governos dos países do Brics (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) estão reunidos em Brasília hoje (2) para discutir propostas de cooperação multilateral em educação profissional e tecnológica, educação superior e desenvolvimento de metodologias conjuntas para indicadores educacionais, além dos princípios básicos para a criação de uma rede universitária do bloco.

As propostas serão encaminhadas ao ministro da Educação, Cid Gomes, e aos vice-ministros da África do Sul, Mduduzi Manana, da China, Yubo Du, da Índia, Satyanarayan Mohanty, e da Rússia, Alexander Klimov, que vão se reunir à tarde no 2º Encontro dos Ministros de Educação do Brics. Nesta segunda-feira, ao final do encontro, os ministros assinarão a Declaração de Brasília com as principais decisões do grupo e recomendações para ações futuras na área, informou o Ministério da Educação (MEC).

Os temas debatidos são educação superior, com foco em mobilidade de alunos e pesquisadores na pós-graduação, indicadores sociais de educação e propostas de cooperação em educação profissional e tecnológica. “A ideia agora de manhã é trabalhar grupos técnicos com os especialistas de cada país. Os ministros receberão relatos dos especialistas para tomarem decisões políticas. Também há encontros bilaterais entre representantes de universidades do bloco para no futuro desenvolver sistemas de mobilidade [acadêmica entre as instituições]”, disse a assessora internacional do MEC, Aline Schleicher.

Na área de educação profissional, o coordenador-geral de Planejamento e Gestão da Rede do MEC, Nilton Nélio Cometti, disse que um dos objetivos é compartilhar experiências dos cinco países no setor. No caso brasileiro, segundo ele, entre os pontos fundamentais estão orientar a oferta de cursos conforme as demandas do setor produtivo e atender às pessoas que realmente necessitam da educação profissional.

O encontro de hoje avança nas discussões do plano de ação aprovado na 6ª Cúpula do Brics, em julho do ano passado, em Fortaleza, e da primeira reunião de ministros de Educação do bloco, que ocorreu em novembro de 2013, em paralelo à Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura, em Paris.
Já não bastassem as devastações econômicas que causam, além dos diversos casos de corrupção, ainda temos que presenciar um esforço conjunto entre países para destruir a mente das crianças e jovens de nossas nações. 

Compreensível, pois zumbis não percebem a destruição que os rodeia.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques