sexta-feira, 27 de março de 2015

Bando de linha auxiliar do PT faz baixaria contra Cunha em SP


Imagem: Jorge Araújo / Folhapress
Por Luciano Ayan

Era uma vez um país onde muitos achavam que um partido como o PSOL era composto apenas de um bando de rebeldes que tomaram chutes nos fundilhos por parte do PT. 

Porém, em uma campanha eleitoral de 2014, Aécio Neves disse, durante um debate, que o PSOL era "linha auxiliar do PT". O apelido pegou, e a realidade cada vez mais comprova o quanto esses fascistas de fato não passam de serviçais do partido, sempre defendendo as propostas de lei mais cretinas e totalitárias da chefia. Exemplo: censura de mídia, financiamento exclusivamente público de campanha e decreto soviético.

E em um momento em que o PT rasteja por apoio no Congresso, pode até ser que alguns petistas torçam para que o PMDB perceba o PSOL apenas como um bando de malucos independentes. Felizmente para nós, isso já não será mais possível, pois queiram ou não todas as ações fascistas do PSOL sempre terão as digitais petistas. 

Por exemplo, qual o nome da maior pedra no caminho petista? Eduardo Cunha. Logo, uma linha auxiliar que se preze iria atacá-lo na primeira oportunidade. Foi o que aconteceu em uma visita do presidente da Câmara à uma sessão pública da Assembléia Legislativa de São Paulo hoje, 27 de março. 

O estilo dos manifestantes é o de sempre. Amparados por recursos de coação totalitária, ele começaram a gritar para impedir Cunha de falar. Assim que começava a discursar, a linha auxiliar gritava em coro: "O povo quer falar, Constituinte já!". Na verdade, quem quer "constituinte" são os petistas, assim como Nicolas Maduro já o fez na Venezuela. 

Cunha respondeu: "A educação manda que a gente aprenda a escutar, até para que a gente possa discutir", de forma tranquila. Daí veio a resposta sempre "civilizada" da escória: "Machista, machista, não passarão! Fora Cunha! Corrupto!". Cunha respondeu, ironicamente: "Muito obrigado pela possibilidade de permitir a minha fala". 

A polícia, então, retirou os selvagens. Só então Cunha seguiu em seu discurso, dizendo: "Cumprimentos aos intolerantes, os intolerantes sempre merecem os nossos cumprimentos".

Que o PMDB todo não esqueça de mais essa afronta petista. Cada vez mais eles nos mostram sua incapacidade de conviver em sociedade. 
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques