domingo, 15 de março de 2015

Agora vai começar a verdadeira guerra: reforma política do PT é golpe.


Imagem: PM-DF Divulgação
Por Luciano Ayan

O PT sofreu um duro baque hoje com as manifestações, que levaram quase 2 milhões de pessoas às ruas. Só na Avenida Paulista, em São Paulo, foram mais de 1 milhão de pessoas. 

Como iria reagir o partido mais cínico e perverso da história da política nacional? Como sempre, é obvio: tentando dar um golpe de estado extremamente sórdido. O pronunciamento do ministro da justiça José Eduardo Cardozo seguiu a mesma linha do discurso nojento de Jacques Wagner, ministro da defesa. 

Segundo eles, o problema está “no financiamento privado de campanha”. Nada pode estar mais longe da realidade do que isso. Ao mesmo tempo, não é possível que alguém seja mais hipócrita que qualquer proponente deste truque. 

Como já demonstrei hoje aqui, basta uma calculadora para notarmos que a proposta petista só serve a um único fim: aumentar o poderio financeiro do partido diante dos opositores políticos para que os bolivarianos se eternizem no poder. 

Se o PT conseguir aprovar o financiamento exclusivamente público, terá vencido uma batalha importantíssima para eles. O totalitarismo petista hoje se sustenta em três propostas que, se aprovadas, transformarão o Brasil em uma Venezuela: (1) financiamento exclusivamente público de campanhas, (2) uso de coletivos não eleitos, (3) censura de mídia. 

Por isso, precisamos explicar de forma didática que “financiamento exclusivamente público de campanha é golpe" e não existe em lugar algum do mundo civilizado. Mostrem a calculadora, façam vídeos didáticos, exijam que os parlamentares não-bolivarianos assumam o compromisso de desmascarar essa farsa. 

Deixem claro aos parlamentares não-bolivarianos, até mesmo do PMDB, que estamos de olho. Nosso alvo é o governo totalitário do PT. Qualquer aliança com eles hoje é imoral. Um verdadeiro crime contra a humanidade. 

Hoje tivemos uma grande vitória. Mas nosso inimigo é cínico ao ponto de fazer os mais frios psicopatas empalidecerem. E tem potencial para enganar os outros com discursos mais falsos que menstruação de travesti, como “quem é contra a corrupção é a favor do financiamento público de campanha”. 

Se não tivermos a habilidade para desmascarar esse tipo de truque a ponto de envergonhar qualquer um que o tente, não conseguiremos aproveitar os resultados do sucesso das belíssimas manifestações de hoje. 

A tentativa de golpe do PT pelo truque de “reforma política” não deve nos desesperar. Ao contrário: o sucesso de hoje deve nos motivar. Mas o preço deste sucesso é a vigilância, assim como a urgência do domínio de um discurso para refutar essa verdadeira escória moral. 

Este é um dos lemas para o momento: “reforma política do PT é golpe”.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques