quinta-feira, 19 de março de 2015

A vocação autoritária e antidemocrática do PT


Imagem: Sérgio Lima / Folhapress
Por Paulo Eneas

O PT, através de seu presidente Rui Falcão, mais uma vez não perdeu a oportunidade de revelar sua vocação autoritária e antidemocrática ao sugerir que o governo federal devesse restringir as verbas publicitárias oficiais das emissoras e redes de televisão que supostamente “convocaram” as Manifestações do dia 15 de março.


Demonstrando mais uma vez nunca ter entendido a diferença entre estado, governo e partido, o petista simplesmente propõe que o governo passe a na prática pautar os conteúdos destes veículos de acordo com a conveniência política de seu partido, usando para isso os recursos públicos que são do estado. Seria a aplicação na prática, à revelia do Congresso Nacional, do tão acalentado controle social da mídia ou regulação econômica das empresas de comunicação, que são os dois eufemismos que o PT usa para defender a imposição da censura e do cerceamento da liberdade de expressão, infringindo assim um direito fundamental assegurado pela Constituição.

Fica cada vez mais claro que o PT continua sem compreender o que se passa na sociedade civil e está completamente descolado da realidade. O partido e o governo não entendem que os milhões que foram as ruas no dia 15 de março não atenderam a nenhuma “convocação”, nem de imprensa, nem de sindicato, nem de ONG’s e muito menos dos esqueletos dos tais movimentos sociais, que hoje não passam de aparelhos ocos e vazios do petismo, que não conseguem mobilizar ninguém. As pessoas que foram às ruas e que irão novamente nas próximas Manifestações de 12 de Abril, convocaram-se a si mesmas.

Estas pessoas fazem parte daquele imenso segmento da sociedade civil que o PT, cegado pela leitura distorcida que o marxismo faz da sociedade, desconhece: é o segmento formado por gente de diversas classes sociais, de diversas regiões do país, gente que não depende de favores do estado, gente que trabalha e estuda, gente que não é miserável mas que não é necessariamente rica nem mesmo de classe média. São pessoas esclarecidas, que têm acesso à informação e que se organizam horizontalmente por meio de redes sociais, à margem de qualquer aparelho convencional como sindicatos ou partidos, para expressar não só a insatisfação com o governo, mas principalmente para expressar a sua rejeição às políticas autoritárias, antidemocráticas e esquerdizantes do PT e seu bolivarianismo tupiniquim.

Esse segmento, se não é a maioria da população, é expressivo o bastante para mudar o destino político do país, para forçar a os partidos de oposição no Congresso a se posicionarem de maneira mais firme contra o governo. Esse segmento da sociedade, que o PT sempre desprezou e ignorou e para o qual ele nunca teve um discurso, já que não se encaixa em seus esquemas simplistas de classe opressora e classe oprimida, é que está sendo o protagonista do cenário politico no momento. É esse setor da sociedade que poderá sim derrubar o governo, pois é esse o desejo dessas pessoas.

Quando o senhor Rui Falcão diz essa tolice de querer controlar e pautar a mídia por meio de verbas estatais ao sabor das conveniências políticas do governo e principalmente do partido, ele não apenas revela a vocação antidemocrática do PT. Ele revela a completa incapacidade do PT em perceber que seu projeto de engenharia social fracassou, que sua intenção de dividir o país em um “nós contra eles” não funcionou. Mais do que isso, mostra também que o PT não apenas não é capaz de ter qualquer interlocução para esse enorme contingente de brasileiros de todas as classes sócias que rejeitam seu discurso, como não consegue nem mesmo mobilizar os segmentos mais pobres e miseráveis a quem o PT acreditava representar. Pois mesmo os mais pobres não se dispõem mais a sair às ruas para defender o partido e o governo, pois percebem o engodo que é o discurso petista. E os poucos que se dispõe a ir, exigem em troca um cachê e um pão com mortadela.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques