domingo, 8 de março de 2015

A lista de Janot como um assasinato de reputações


Imagem: Reprodução Redes Sociais
Por Pedro Henrique

O governo do PT a cada dia se desmoraliza mais. Nas cabeças dos idólatras da estrela vermelha e de Lula, essa desmoralização é obra do golpismo da direita, financiada pela CIA, e por pessimistas que querem destruir a Petrobrás. 

A solução, para eles, não é investigar a corrupção e responsabilizar quem tem responsabilidade direta ou indireta pelos crimes. Não! Para eles, é necessário "defender a Petrobrás" de quem se indigna contra os corruptos do PT e aponta a corrupção, real ou fantasiada, apenas dos seus opositores. 

Quem está desmoralizando o PT, meus amigos, não é a oposição, que praticamente não tem expressão, além da legítima indignação popular. Quem está desmoralizando o PT é o próprio PT, com os atos de seus principais políticos e militantes.

Um exemplo deste suicídio político é a recente lista do Procurador de Dilma, que inclui cerca de metade dos políticos do PP e alguns políticos importantes do PMDB, mas nenhum dos políticos importantes do PT. Curioso: o tal do procurador, o Rodrigo Janot, não achou importante investigar Dilma, que inclusive teve seu nome retirado em última hora! Não achou que seria importante investigar o ex-presidente Lula. E como o governo do PT deixa passar um crime de corrupção do tamanho do Petrolão, envolvendo metade dos políticos de um partido? A lista é uma piada...

O PSoL, a linha auxiliar do PT, já se movimentou para tentar intimidar Eduardo Cunha (PMDB), presidente da Câmara, e Hugo Motta (PMDB), atual presidente da CPI que vai investigar o Petrolão. Tanto com Cunha, quanto com Motta, houve a tática da gritaria. Recentemente, Ivan Valente tentou até intimidar Cunha dizendo que talvez peça seu afastamento da presidência da Câmara, pelo fato do nome do presidente da Câmara estar na lista de investigados. 

Ora, se a lista é elaborada pelo Procurador da República nomeado por Dilma, não é suspeito que se coloque Eduardo Cunha nesta lista, político que tem atuado vigorosamente trazendo derrotas ao PT e tem levado à frente a investigação do Petrolão em tempo recorde, considerando o tempo que costuma ser levado em investigações de corrupção no Brasil? Não é oportuno que o PSoL, a linha auxiliar do PT, faça dobradinha e peça o afastamento de Cunha da presidência da Câmara?

Eduardo Cunha vem dando respostas à lista. Em uma nota recente, ele cita trechos da petição elaborada pelo Procurador, que busca justificar os nomes na lista de investigados. Nesta nota, Cunha demonstra que Janot selecionou as pessoas que queria investigar. Além disto, ele vem denunciando o aparelhamento da Procuradoria Geral de República pelo PT. Este processo é desencadeado pela máquina de assassinar reputações denunciada pelo Delegado Romeu Tuma Jr em seu livro, "Assassinato de Reputações - Um crime de Estado"

Veja a entrevista do Roda Viva que explica como o PT assassina a reputação de seus adversários:


A tática de imputar crimes ou suspeitas de crimes a adversários é prática comum entre os comunistas. Vemos isto nos regimes mais totalitários, como na China, onde rivais políticos, mesmo sendo todos comunistas, usam a acusação de corrupção, verdadeira ou não, para derrubar adversários. Vemos o mesmo fenômeno também em países comunistas que ainda não se consolidaram totalmente, como na Venezuela, onde o opositor Leopoldo Lopez está sendo julgado por 4 crimes, apenas por ter liderado protestos contra Maduro.

Acho que devemos nos inspirar no Vice-Governador da Bahia, João Leão(PP). Frustrado por ter sido citado como suspeito no Petrolão, disse que estava 'cagando e andando' para a lista do PT. Os brasileiros precisam aprender é 'cagar e andar' para os políticos e simpatizantes do PT dizem.

Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques