quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

PT usa cargos para tentar comprar a aprovação no congresso


Imagem: Reprodução Redes Sociais

Por Pedro Henrique

O PT tem realizado os primeiros contatos com o PMDB em busca de apoio para a aprovação do novo pacote fiscal, conforme noticia da Folha

Após a recomendação de Lula para apaziguar as relações com o presidente da Câmara, Aluizio Mercadante, ministro da casa civil, se encontrou com Cunha para começar a negociar o apoio do PMDB no Congresso.
Além disso, outros ministros de Dilma se encontraram com pmdbistas em um jantar promovido por Michel Temer, o vice de Dilma. Entre os interesses do PMDB estão cargos de diretoria no setor elétrico e maior participação nas decisões do governo. 


Michel Temer alerta ainda o PT para o risco de perda da maioria no Congresso. Temer avisa que o PMDB está no limite da governabilidade. Se o partido ficar mais um mês ou dois excluído das decisões, Dilma corre o risco de não ter mais qualquer controle, por menor que seja, sobre as pautas do Congresso.

Parece que o PMDB está acordando, mas ainda mantém velhos vícios. Ainda pensam na política através de negociações de cargos, mas começam a perceber que cargos não tem importância se eles não puderem participar das decisões. 

O aumento das exigências pelo apoio é um sinal positivo de que a insatisfação popular teve efeito. Afinal, se apoiam o PT correm um risco ainda maior de perda de votos. Este é o tipo de perda muito séria para um político. 

O que o PMDB precisa para se tornar um partido que represente a insatisfação popular e ao mesmo tempo influencie na política é entender que existem coisas inegociáveis. Mesmo na política. 

O corte brutal de direitos trabalhistas, sem qualquer preparação da sociedade para a austeridade, e ainda com a propaganda petista dizendo que o país vai às mil maravilhas, é uma delas. Apoiar este tipo de ação traz o risco do PMDB ficar marcado historicamente como a prostituta política do PT.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques