sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Dilma confirma que prevaricou: se Petrobrás fosse investigada antes, não ocorreria a Lava Jato


Imagem: Reprodução Redes Sociais 
Por Luciano Ayan

Um passarinho verde andou comentando por aí que Dilma Rousseff conta com a ajuda de João Santana nessa nova fase. Será? Difícil, pois a nova retórica tentada por Dilma é uma catástrofe em todos os sentidos, tando que a fez confessar o crime de prevaricação. 

Em entrevista nesta sexta-feira, Dilma disse o seguinte: 
Olhando os dados que vocês mesmos divulgam nos jornais, se em 96 ou 97 tivessem investigado e tivessem naquele momento punido, nós não teríamos o caso desse funcionário da Petrobras que ficou durante quase 20 anos [atuando em esquema] de corrupção. A impunidade, e isso eu disse durante toda a minha campanha, a impunidade leva água para o moinho da corrupção. 
E tem mais: 
Não que antes não existia [corrupção], é que antes não tinha sido investigado e descoberto. Porque quando se investiga e descobre as raízes surgem. E quando surgem as raízes das questões você impede que aquilo se repita e que seja continuado. 
Está aí a sequência da retórica "antes não investigava, agora se investiga". 

Mas aí é que está o problema. A Lava Jato só teve descobertas fundamentais em 2014, ou seja, 12 anos após o início dos governos do PT. Ora, o PT teve 12 anos para investigar, e não fez. E o PSDB teve 8 anos. 

A coisa ainda piora: Dilma deve ser convocada a provar quais foram as investigações barradas no tempo do PSDB. Quem barrou? Quais evidências surgiram na época? Foram na mesma dimensão das evidências que temos agora? Ou seja, além do crime de prevaricação, Dilma estaria incorrendo em práticas incessantes de calúnia e difamação. 

Até parece que ela quer sofrer impeachment, pois seu discurso pede por isso. Acho difícil que Santana tenha construído uma retórica tão ruim. Melhor para quem não vai com a cara do PT. 

Uma sugestão para Dilma: demita seu ministro da justiça. E depois peça renúncia, desculpando-se com milhões de brasileiros.

Veja trecho em vídeo:


Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques