sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Com muita coerência, Dilma escolhe pivô do escândalo BB-Val para presidência da Petrobrás


Por Luciano Ayan

Vocês podem chamar Dilma Rousseff do que quiserem, menos de incoerente. Ao substituir Graça Foster na presidência da Petrobrás, ela escolheu alguém com DNA petista: Aldemir Bendine, ex-presidente do BB (na verdade, é o atual presidente do BB, e só se tornará “ex” para ir para a Petrobrás).


Bendine ficou famoso pelo empréstimo de R$ 2,7 milhões de reais a Val Marchiori de forma totalmente irregular. Para adicionar insulto à injúria, Val recebeu o financiamento a juros de 4% ao ano, valor bem abaixo da inflação, pela casa dos 6,5%. 

O governo não arrecada o suficiente para pagar suas contas. É o que se chama de déficit. Dessa forma, o Tesouro Nacional precisa contrair dívida para honrar suas obrigações. Para pegar dinheiro emprestado no mercado, o Tesouro usa como referência a taxa básica da economia, a Selic, hoje em 11,25% ao ano. Numa conta de padaria, o governo paga 11,25% a quem lhe empresta dinheiro, de um lado, e cobra de Val Marchiori 4%, do outro. Quem paga essa diferença são os contribuintes que recolhem seus impostos em dia.
O BB fez uma verdadeira ginástica, para dizer o mínimo, para conceder o financiamento a Marchiori. Contrariou uma série de normas internas da instituição para enquadrar a operação nos moldes exigidos pelo BNDES, de onde saiu a linha de crédito para o empréstimo, destinado à compra de cinco caminhões.
Primeiro, o BB aprovou o limite de R$ 3 milhões para a socialite. Depois a orientou a tampar os buracos. A empresa usada por Marchiori para obter o crédito, a Torke Empreendimentos, não tinha demonstrações contábeis válidas legalmente nem previsão no contrato social para “aluguel de caminhões”, objeto da proposta de financiamento.
A área de risco de crédito do BB verificou que as demonstrações contábeis da Torke entre 2009 e 2011 e o balancete de 2012 não estavam assinados nem registrados. Ou seja, não tinha valor legal algum. Os documentos são fundamentais para comprovar o faturamento e aferir a capacidade de pagamento de um financiamento.
A área de crédito determinou que a agência onde Marchiori pleiteou o crédito colhesse as assinaturas das demonstrações contábeis e as autenticasse.
Na data em que o BB aprovou o limite de R$ 3 milhões, 10 de junho do ano passado, a área de atuação da Torke era consultoria e marketing, e sua fonte de receitas eram a pensão alimentícia dos filhos de Marchiori e os ganhos dela como apresentadora de TV. A Torke só passou a ter “aluguel de caminhões” em seu objeto social em 20 de junho, menos de dois meses antes de o BNDES aprovar a operação.
O BB teve ainda que driblar outras regras para conceder o crédito, como desconsiderar dívida não paga por Marchiori ao banco, falta de capacidade financeira compatível com o valor solicitado e aceitar pensão alimentícia como receita, cuja penhora é inconstitucional.
Como eu falei, “treta” é a melhor palavra para descrever a especialidade deste sujeito. Talvez Dilma o tenha escolhido para que ninguém se surpreenda com as manchetes escabrosas a surgirem no futuro.

O blogueiro estatal Breno Altman está eufórico:
Apesar de não ser quadro do PT ou da esquerda, com carreira inteiramente construída no Banco do Brasil, é aliado inquestionável do processo de mudanças iniciado em 2003. [Ele] conhece bastante bem a empresa que irá assumir e apresenta inegável expertise no tratamento de imbróglios financeiros, como é o caso.
Difícil tirar a razão dele. Bendine de fato é a melhor escolha para o cargo, pois encarna como ninguém a questão do “tratamento de imbróglios financeiros”. E realmente é aliado ao “processo de mudanças” iniciado com o PT.

O escândalo BB-Val mostrou que em termos de experiência em “imbróglios financeiras” (leia-se treta financeira) ele tem expertise. E no “processo de mudança” de uso do estado para beneficiar amigos do rei com certeza ele também é irrepreensível.

O primeiro resultado já está aí: queda de 7% nas ações da Petrobrás.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques