domingo, 15 de fevereiro de 2015

Pichador chavista que grafitou ditador venezuelano se finge de coitadinho após receber críticas


Imagem: Reprodução Redes sociais
Por Luciano Ayan

Recentemente acompanhamos a justa polêmica surgida por uma grafitagem feita pelo artista Rafael Hayashi, na qual ele desenhou Hugo Chavez nos chamados Arcos do Jânio, no acesso da avenida 23 de Maio para a ligação Leste-Oeste. 

O blog governista Diário do Centro do Mundo, evidentemente não gostou da contestação. Para essa gente, devemos ter tolerância absoluta diante de intolerantes totalitários como Chavez. Puro raciocínio de bolivarianos escravagistas. 

O grafiteiro Hayashi tentou enrolar, dizendo que a figura não era de Chavez, mas de um homem negro: 
A gente quis retratar um rosto e sabia que aquilo podia incomodar alguém. A ingenuidade nossa foi não perceber que aquilo acabou virando outra coisa. A ideia era levar uma imagem de consciência, não de ódio.
Está claro que ele inventou uma desculpa de última hora. Se havia algo a incomodar era a imagem de Chavez. 

Veja a imagem e compare com a desculpa esfarrapada de Hayashi:

Imagem: Reprodução Redes Sociais
O Diário do Centro do Mundo faz questionamentos até infantis: 
E se fosse, de fato, uma homenagem a Chávez? É proibido? Existe uma lei determinando quem e o que pode e não pode ser retratado? Chávez, não. Reagan, sim? E o papa?. 
Comparar um ditador sanguinário com o Papa e com um presidente de país democrático é o fim da picada. Esse pessoal realmente não tem qualquer senso de proporções. 

Hayashi tinha que dar uma de coitadinho, e fez uma versão da imagem como que se protestasse por ter sido "censurado" (imagem no início deste post). Ele disse o seguinte: 
É uma resposta às más interpretações, censuras e ataques que o trabalho sofreu tanto de maneira verbal quanto no âmbito físico, deteriorando a pintura [...] A pintura não tinha o papel nem de ataque e nem de defesa de nenhum pensamento partidário político.
Pensando bem, agora a imagem é realmente adequada, pois amordaçamento tem tudo a ver com as vítimas de Chavez. 

O Diário Centro do Mundo protesta: "Pobre São Paulo, pobre paulista."

Hue hue he... Esse pessoal é divertidíssimo. A partir de agora, somos infelizes por não termos grafitagens de ditadores. Fim de linha mesmo.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques