quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Blog de Nassif diz que rejeição à esquerda aumentou 550%. Dá para chegar a 1000% então...


Imagem: Montagem Jornal GGN
Por Luciano Ayan

O blog de Luis Nassif publica um estudo dizendo que em vários países bolivarianos a rejeição à esquerda (especialmente a esquerda bolivariana) aumentou 550%. 

Claro que o conto da carochinha é o mesmo de sempre: a "elite" não quer ver o povo viajar de avião, e não quer ver o povo deixar de passar fome, são todos uns sádicos que querem ver os mais pobres sofrerem e daí por diante. Claro que é tudo mentira cínica. Esses políticos da extrema esquerda escondem o fato de que a melhora de vida das pessoas de países emergentes (do mundo todo) ocorreu em um período de boom mundial de economia, que infelizmente agora retroagiu devido a queda de preço das commodities. 

Esses governos de extrema esquerda, na verdade, foram se aproveitando de uma série de embustes, de propagandistas cínicos, de uma retórica psicopática, de um melodrama baseado em ódio (sempre usando o tema "nós contra eles"), e, para piorar, de um totalitarismo doentio e de uma censura à mídia aberrante. Uma hora o caldo ia entornar. E está entornando. 

Ao contrário do que esses líderes monstruosos dizem, ninguém fica chateado com "pobres viajando de avião". Na verdade, adeptos do livre mercado adoram que cada vez mais pessoas possam consumir. Essa é a essência do livre mercado, tão apreciado por nós como odiado por eles. 

O fato é que mesmo com o advento da censura (que Dilma não conseguiu implementar por aqui), a descoberta de que esses líderes saqueavam seus estados ajudou a prejudicar a imagem de vários deles. Até porque censura encobre muita coisa, mas não tudo. Alias, após o texto de Nassif, muitos deles devem estar pensando: "Precisamos censurar mais a opinião. Estão descobrindo como nós realmente agimos." (Dica de um leitor)

O bolivarianismo (que é o modelo sob mira atualmente) está apenas em fase inicial de desconstrução. Muitos ainda não sabem o tamanho da depravação moral que está por trás de projetos dessa gente como censura de mídia, unificação das polícias, uso de coletivos não eleitos e financiamento exclusivamente público de campanha. 

No momento em que aumentarmos a amplitude das denúncias do que significam esses projetos, em linguagem clara e acessível, aí sim faremos com que muito mais gente tenha até ânsia de vômito diante do termo bolivarianismo. 

Ou seja, nossa meta tem que ir além do alegado aumento de 550%. Uma meta de 1000% de aumento de rejeição ao bolivarianismo estaria de bom tamanho.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

UOL Cliques